menas, 2017
desalfabeto, 2016
#zika, 2015-16
óia brigadeiro, 2013-15
oluap oãs, 2014-
hanafuda, 2012-13
natal em libras, 2012
bakemono, 2011
éter, 2008-09
quimera, 2007-09
dominó, 2008
ramen, 2008
estacionamento, 2008
atari, 2008-10
screensaver, 2007-10
aproximações, 2005-07
<

ramen, 2008

Instalação | Resina acrílica e pigmentos sobre paredes.
Obra comissionada para o projeto curatorial "Estado de Exceção: Venha Ver a Coréia, Ver Você" | Paço das Artes, São Paulo.

*A foto acima possui a tonalidade mais próxima da experiência real vivida.

+ Projeto "Estado de Exceção: Venha Ver a Coréia, Ver Você"

"Ramen" integrou o projeto curatorial "Estado de Exceção: Venha Ver a Coréia, Ver Você", apresentado em agosto de 2008 no Paço das Artes, em São Paulo.

O ponto de partida de "Ramen" foi um convite do curador do projeto, Marcelo Rezende, para pensarmos a idéia de "estado de exceção" (aqui, referência ao filósofo Giorgio Agamben) e a nossa relação com o outro.

"Ramen" resulta de visitas a mercadinhos de produtos coreanos no bairro do Bom Retiro, tradicional reduto da comunidade coreana na cidade de São Paulo. Durante a pesquisa, colecionou-se uma série de embalagens em papelão, gentilmente doadas pela proprietária do mercadinho "Seul", localizado na rua Prates, 462. Vai lá que é bom!

A instalação foi produzida no hall de entrada do Paço das Artes, agrupando-se os painéis expositivos no formato de um cubo fechado. Os painéis foram pintados manualmente com resina acrílica e as tonalidades foram preparadas no local. O projeto é baseado na representação de uma caixa de produto coreano invertida verticalmente e espelhada horizontalmente.

+ Tags

o espectador emancipado, estado de exceção, rua prates, mercadinho seul
facebook | instagram | vimeo | contato Licença Creative Commons